TRAMPO + IMPORTÂNCIA DA FOTO DO PRODUTO

Olá, dessa vez realizei um trampo para uma empresa que atua no ramo de doces. Na verdade não é bem uma empresa, é um negócio local e sinceramente não sei se possui cnpj ou não.

Mas isso não importa. O que importa é que eles trabalham fazendo doces e me pediram para criar um “book” dos seus doces, rs. Brincadeira a parte, a intenção desse trabalho era valorizar a aparência e aspecto dos produtos (de cada tipo de doce que eles fazem) nas fotos.

Como eles estão começando a atuar online, nada mais justo do que ter fotos profissionais dos produtos que vendem.

Então chegamos ao principal ponto desse artigo, qual a importância da apresentação do produto? Bom, nesse caso estou falando da apresentação mediante fotografia. Quando falamos em apresentar um produto pode-se entender também, a sua apresentação pro consumidor. Por exemplo, o produto tem caixa ou vai apenas na sacola? Possui alguma fita ou faixa ou apenas é embrulhado.

Deu pra entender? Pesquisadores dizem que uma melhor apresentação do produto confere a ele mais valor. Pra foto o caso é o mesmo. Fotos bonitas geram mais interesse do que fotos feias ou sem definição. Você aí que tá no Tinder com a foto tudo pixelada, provavelmente tá sendo difícil arrumar um match, não é mesmo?

Não é a toa que grandes empresas investem tanto em fotos de qualidade e design gráfico para deixar ainda mais perfeito seus produtos. Em alguns casos gera até frustração, como no McDonald’s por exemplo, os lanches são tão bonitos e bem apresentados que fica difícil reproduzir na realidade aquilo.

Portanto, para quem quer apresentar seus produtos na internet é fundamental fotos em alta definição. O caso desse cliente, além de produzir os próprios doces, eles também ensinam como fazer doces para vender, então, apresentar bem os seus produtos é um diferencial para conseguir vender mais como também para interessar quem busca aprender a fazer doces.

Foi um trabalho bem tranquilo, o mais complicado foi ajustar a luz em cima dos doces, mas correu tudo bem. Tive que tratar as imagens, utilizei o Corel e deu pra deixar bem bonitas as imagens. A seguir você pode conferir algumas dessas fotos.

dsc-623554

dsc-983289

dsc-9321834

dsc-3294

dsc-3489

dsc-92383

dsc-348392

Ficaram bem bacanas, não é mesmo? Ainda faltam alguns retoques, colocar a marca d’água da empresa mas já da pra ter uma noção de como vai ficar.

Estou bastante satisfeito com esse trabalho, espero que vocês gostem e apreciem. Para quem deseja mais informações sobre a empresa ou deseja saber mais sobre doces para vender basta acessar o site e baixar o e-book disponibilizado gratuitamente.

Abraços!

Noticias e Roupinhas de Bebê

Em épocas de grandes eventos as coisas acabam ficando meio malucas, já perceberam?

As notícias mudam, as coisas que antes ouvíamos cotidianamente parecem não acontecer mais, o que obviamente é uma grande bobagem. O que acontece é que existem coisas mais “importantes” a serem ditas durante esses períodos, que é a cobertura do evento em si.

Como dizia o grande Chesterton, “Não foi o mundo que piorou, as coberturas jornalísticas é que melhoraram muito.” Isso porque as pessoas tendem a acreditar que quando leem algumas notícias que não costumavam ver antes, acreditam que aquilo passou a ocorrer agora, o que não necessariamente é verdade.

Na maioria das vezes a notícia está ali devido a falta de conteúdo ou porque as preferências dos leitores estão mudando. Por exemplo, quando lê-se uma notícia sobre ataques de tubarões, não necessariamente quer dizer que tubarões invadiram determinada praia e agora estão atacando pessoas, muito provavelmente isso já acontece há tempos e só agora alguém resolveu noticiar. É uma parada muito louca.

Por falar em loucura, tubarões e notícias essa semana estive pesquisando roupas infantis para presentear uma amiga que teve um bebê. É algo bastante complicado porque eu não manjo nada de crianças e muito menos que tipo de presente se dá pra um bebê.

Cheguei a conclusão que a melhor coisa seria dar uma roupa, que é o que todos fazem. Como ele é recém nascido um body cairia perfeitamente.

Acontece que tenho um gosto muito específico e quando dou presentes, faço questão de presentear com algo que eu ache legal. Bom, minha primeira impressão pesquisando sobre esse tipo de coisa foi que, definitivamente, eu não queria uma estampa “bobinha”, daquelas comuns que vemos em roupas de bebês. Nada de sapinho com a língua de fora, ursinho de bochecha rosa, nada disso, queria algo legal, que eu gostasse e que acima de tudo pudesse ter a cara da mãe.

Não foi fácil, mas eu consegui!

Pesquisando na internet achei uma loja chamada Viela 43 que faz roupas e estampas e também faz body infantil com estampas personalizadas muito show! É muito legal!

Tem body com estampas de bandas, mitologia hindu, frases de músicas, personalidades como Fridah Kahlo e Bob Marley. Até os bichinhos tradicionais receberam um upgrade e agora estão mais descolado, com óculos, gorros e coisas do tipo!

Dei sorte, estava rolando uma promoção e recebi 20% de desconto! Ainda por cima comprei uma camiseta pra mim!

Achei super legal essa proposta de sair da mesmice das estampas infantis!

Quem quiser conhecer a loja, recomendo!

Algumas fotos que peguei do site:

camisa-1

camisa 2

camisa 3

camisa 4

Legal, né? Não deixe de conhecer!

Essa foi minha contribuição, até mais pessoas.

 

Aprendendo a Desenhar com quem sabe

Desde pequeno eu tinha facilidade para desenhar.

Digo facilidade porque como a maioria dos artistas mais talentosos que existem, também não acredito em dom.

Como o Ivan Querino comenta em um de seus vídeos, somente o estudo e treino te levam a outro patamar. O simples fato que você querem já o coloca a frente de muitas pessoas que podem ter mais facilidade mas não se mexem (como eu).

Acredito também quando dizem que a qualidade do desenho está na facilidade, ou melhor, na aguçada percepção da realidade. Pessoas que conseguem perceber as nuances das coisas que estão a sua volta conseguem transmitir isso pro papel mais fácil.

E claro que isso também é treino. Nosso cérebro não conhece limites, quanto mais você treiná-lo mais longe pode chegar. Existem estudos sobre isso inclusive.

Portanto, decidi melhorar a minha técnica acompanhando trabalhos que me agradam além de estar fazendo o curso do Ivan, Aprenda a Desenhar do Zero, que já me colocou anos luz a frente de onde estava. É realmente impressionante o que o direcionamento correto das técnicas de desenhos adequadas podem fazer por você.

Hoje meus desenhos e trabalhos estão 1000% melhor e posso dizer que aprendi a desenhar de fato.

Citarei dois artistas que sigo e gosto do trabalho, são completamente diferentes mas ambos tem seus encantos.

PixelPancho

pixel pancho

Desenhista espetacular, em seus trabalhos são carregados de críticas sociais, a dicotomia
orgânico/máquina está super presente em seus desenhos.automato

Seus personagens são construídos em blocos, como se fosse a carcaça de máquinas. Seus personagens parecem um automato, como aquele do filme Hugo Cabret.

Com seus traços e desenhos consistentes, Pixel Pancho vem conquistando milhares de seguidores em seu Instagram.

Ver suas obras é lembrar uma era de revolução industrial contada por pessoas que imaginam como seriam os robôs no futuro, como no filme Blade Runner, é uma viagem para um futuro que está longe e perto ao mesmo tempo.

John Kenn Mortensen

john k mortessen

Em outro lado do espectro está esse artista.

Seus desenhos a princípio parecem evidenciar traços simples e infantis, mas logo percebemos o estilo afiado do artista, um estilo extremamente detalhista e simples ao mesmo tempo. A morbidez dos desenhos e seus significados nada ocultos impactam em um primeiro momento.

A beleza da obra de John Kenn Mortensen consiste justamente no juízo de valor que fazemos de suas obras. Muitos desenhos parecem uma viagem ao subconsciente infantil das pessoas, viagens oníricas abstratas e perturbadoras.

Os desenhos impressionam.

Voltando ao assunto, é bacana você ter pessoas com trabalhos legais para seguir, em qualquer área do conhecimento é importante ter referências e no caso do desenho não é diferente.

Você acaba amadurecendo como desenhista e agregando outros elementos e influências em seu trabalho, só tem benefícios.

Para quem não sabe nada sobre desenho e quer aprender clique no link como desenhar melhor. Você obterá dicas de como começar seus estudos e seguir em frente no mundo do desenho.

Não se esqueça, dedicação é tudo, trace seus objetivos e siga em frente.

Ela e o Paralelepípedo

É engraçado quando estamos iniciando a vida amorosa, descobrindo a vida e consequentemente nos deixando levar pelos comichões na espinha.

enchanted_

A uns anos atrás, uma amiga contou uma história muito engraçada de um aperto que passou e esses dias estávamos lembrando disso. Ela estava saindo com um amigo que tínhamos em comum e era bem mais escolado que nós duas juntas.

Em um desses encontros eles estavam lá em um amasso básico no sofá e quando ele queria passar a marcha ela soltava um broxante: Pare! Aí não! Ele respirava fundo, dava aquele sorriso amarelo e continuava. E puxa de cá, aperta dali, a coisa esquenta de novo e ela de novo: Pare!! Ele, cabra homem, não pensou duas vezes. Chegou pra ela e disse: “Vamos fazer um acordo? quando quiser que eu pare o que estou fazendo, você diz Paralelepípedo! Ok?”

A coisa voltou a pegar fogo, o estica e puxa rolando e quando ela pensava que estava indo longe demais, ela vinha com um Paraleleeeeee… Paraleeee… e o olho revirava…. Paralelepíííííí… Paraleeeeee….. e nada do paralelepípedo sair! Ela não conseguia terminar de dizer de forma alguma. Ela realmente não conseguiu dizer a palavra completa e se essa rua depender desse paralelepípedo pra ficar pronta, seria estrada de barro até hoje. Como o mundo é dos espertos, enquanto uns vem com o fubá outros já vem com o bolo pronto!

Frase do Post:

Toda saga tem um início. (Star Wars: Episódio I ) 

Eu indico:

– Quem é você no Friends? Descubra aqui.

 

… outro post legal aqui do blog:

E aí, motherfucker?

 

*Foto do filme Encantada

E AÍ, MOTHERFUCKER?

Eu não sou uma grande apreciadora das músicas populares brasileiras. Mas antes que você venha me apedrejar, não estou falando das músicas tidas como mpb, mas sim da mpb de verdade. Você acha que Caetano veloso é mpb? Vanessa da Mata? Maria Rita? Ora ora, bem vindo a realidade. Estou falando da música Popular de verdade.

sdeww2

Mc Créu, Oz Bambas, Calypso, É o Tchan (versão antiga). Isso sim é mpb. É isso que é música popular, você gostando ou não, a população gosta é disso. Mas, falando baixinho, pra ninguém ouvir… Se você está numa festa e de repente começa a tocar o créu… você vai se sentar???? Você pode dizer com toda firmeza: Créu? Affff!!! Velocidade 5??? Cruzes!!!!!!! Mas lá no fundo, você já se acostumou a ouvir isso. Choca apenas nas primeiras vezes. Ou você ainda torce a boca ao ouvir: Tô ficando atoladinha?

Mas o mérito do post nem é esse. Eu queria mesmo é falar do preconceito que temos entre as nossas baixarias e as baixarias importadas. Você pode ficar toda sem graça quando começa a tocar créu em uma balada, mas quando toca a música Mesmerize que é o maior sucesso, você não pensa duas vezes em ir rebolativa para a pista. Mas quer saber? Dá uma olhadinha na tradução. O Usher também adora coisas assim, basta olhar a tradução da música Love in this club ou músicas do Snoop Dog. Mas você pode dizer: Só que nós dançamos porque não entendemos inglês, não sabemos o que significam estas músicas. Tá, mas agora que sabe, vai parar? Ou será que se a música fosse em português, mas com a mesma batida, iam deixar de curtir na pista por causa da letra?

Se vamos cair na gandaia, descer até o chão, pelo menos assuma sua baixaria nacional e não apenas a importada. Be happy!

Aqui tem um videozinho legendado com um trecho super bacana do especial do Chris Rock para a HBO (Chris Rock Never Scared) onde ele comenta exatamente essa coisa das letras de Rap/ Hip Hop. Vale muito a pena.

Frase do post:

“Se nao conseguir a fama, seja infame” (Chicago)

Eu indico:

– Star Wars: O Despertar da Força

*Foto do filme O poder do ritmo.

CANALHA ASSUMIDO

Eu sou uma pessoa que não tem nada contra os canalhas. Cada um é o que é, independente do que eu acho.  Mas uma coisa é certa, canalha enrustido, esse sim eu não aceito!! Só que neste post não vou me aprofundar nisso.

por-um-triz

O sujeito é um canalha, assume sua condição, tem amigos canalhas, acha cool. Você, sabe-se lá porque, tem uma vontade enorme de sair com ele. Ora… uma vez só. Uma inofensiva vez. Esta vontade louca pode ser por inúmeros fatores como ele ter um Mojo sensacional, ser o que há de mais sexy, a propaganda que fazem dele ser a melhor possível.

Sair com um homem desses é ter que assumir todas as consequências disso, afinal, você não está sendo enganada. Vocês se conhecem, saem, dançam, bebem, transam… ou somente ficam. Tudo é maravilhoso! Aquele blá blá blá de “a gente não manda no coração”, pode até ser verdadeiro mas é o mesmo que dizer: -Esse cachorro morde! E você não conseguir ficar sem cutucar o bicho!

Saber que está sobre areia movediça e mesmo assim continuar andando é suicidio. Assim como, se apaixonar por um canalha assumido. Na maioria das vezes ele só quer ser seu michê ou no máximo um ficante fixo e vai lhe tratar como tal. Se você é independente emocionalmente e for capaz de lidar com essa situação vá em frente!!! Mas por favor, não me venha com a maluquice de achar que com o tempo ele vai mudar e tal. Mulher não muda homem!!!! E vice-versa. Ninguém muda ninguém!! A pessoa só muda por vontade própria. Mas se curte esse tipão: Use e Abuse de todas as formas que a imaginação permitir.

Frase do post:

“Eu posso ser idiota mas eu sei o que é amor!” (Forrest Gump)

Eu indico:

– Chet Faker – Love & Feeling Live Sessions

– Filme La vie d’Adèle (Azul É a Cor Mais Quente)

 

*foto do filme Por um triz

TIPOS DE MOJO

Se você já é um leitor(a) assíduo do meu blog, sabe que o mojo é um sex appel avassalador, uma sensualidade, um charme a flor da pele, algo impossível de resistir. É o responsável pelo poder que o personagem Austin Powers exercia sobre as mulheres.

10191

E por falar nisso, venho aqui falar sobre os tipos de Mojo:

Mojo Fraude: É aquele que você pensa ser O Cara. Ele é bonito, tem uma carinha de “te faço ver estrelas”, o tipo que te deixa cansada só de pensar em tudo que você gostaria de fazer com ele. Mas na hora do vem cá meu lôro, a coisa não é como você imaginava. Ele é todo atrapalhado, beija como se fosse engolir sua cabeça, um estica e puxa irritante. Malditas expectativas!

Mojo surprise: É aquele cara que você nem imagina que tem mojo e acaba te surpreendendo. Isso geralmente acontece quando você está em uma festa ou algo assim e resolve ficar com alguém. É bem provável que o seu nível etílico já esteja nas alturas e se interessa por um cara que aparentemente não é nada além de meio interessante. O papo dele é até bacana, mas só de olhar você saca que dalí não vai ter grandes emoções. É o mesmo que um parque de diversões de bairro… não é nenhuma Disney World mas mesmo assim garante uma diversão. Eis que surge a surpresa!! Não é que ele tem mojo?! Você é pega tão desprevenida que chega fica atordoada. E esses são perigosos demais, pois você fica tão no mundo da lua que se ele disser que se chama Brad Pitt você acredita.

Mojo Homeopático: Esse aí é até interessante. Você está com o dito cujo e nem acha essas coisas toda. Ele começa sem entusiasmar muito mas aos poucos vai mostrando todo o mojo que tem. A coisa vai fluindo sem você nem perceber… pra algumas esse é o melhor de todos!

Mojito: Esse daí só com muita paciência! Você, como uma pessoa sensível que é, sabe que lá no fundo deste ser, alí nas entranhas, entre o nada e o lugar nenhum, eis que descobre que ele tem um Mojito. Algo do tipo… parece que vai mas não vai, sabe?! Quando algo além da atração fisíca está envolvido, você tenta de todas as formas fazer aquilo dar certo mas tem horas que não adianta insistir… esquece e vamos em frente!

Personal Mojo: Sabe quando você e uma amiga já ficaram com o mesmo cara e só souberam depois? Sua amiga achou ele uma fogueira em brasa e você… bem, você achou um freezer de bar. Provavelmente está lidando com um personal mojo no melhor estilo, pra cada panela há uma tampa (pra quem se acha uma panela destampada). E isso deixa outra pergunta no ar: Mojo é algo relativo? Tomara que sim, principalmente se você não tem mullets!

*Leia o outro post A relação entre Mullets e o Mojo.

Frase do post:

“Estou temporariamente louca” (O amor não tira férias)

Eu indico:

  • The Kooks – Bad Habit

 

RELAÇÃO ENTRE MULLETS E MOJO

Reza a lenda que mais de 50% dos homens que têm mullets, têm mojo¹. Não falei 100% porque sempre existe a margem de erro e claro, as exceções que comprovam a regra. Eles normalmente tem um mojo avassalador, sem contar a velha máxima que quem tem mojo, não sente frio na nuca!!! Dúvida? É só olhar um dos maiores pegadores do Brasil, atravessando décadas, o Fábio Júnior… mostrando que mullets e mojo são quase inseparáveis.

Quando era mais nova sempre gostei de desenhar, eu desenhava sobre tudo, e todos os personagens que eu desenhava tinha mullets, seria coincidência?

Austin-powers

Falam por aí que os mullets jamais sairão de moda, outros dizem que já saiu faz tempo… mas é fato que esses cabelinhos fizeram muita moda nos anos 80 e ainda permanecem vivos na cabeça de gente como o rei Roberto Carlos (com mullets grisalhos). Você lembra dos mullets estilizados do Chitãozinho e Xororó? O do Zéze de Camargo tinha o famoso “pega rapaz” na testa. Ah, os “mullets de cinco” utilizados por boys band tipo Menudos, Polegar, Dominó(por que nos filmes dos Trapalhões o Afonso sempre pegava a Angélica?) … também eram sucesso. Ora… não dá pra esquecer os famosos mullets do cenário mpb – pagode – meio pop – romântico do Alexandre Pires na época do Só Pra Contrariar!

Depois a medida que aprendi a desenhar melhor, melhorou meu traço e tal, fui abandonando os mullets nos personagens.

Ai ai, os mullets revolucionários que pousaram na cabeça do Che, também passaram pela cabeça do Itamar Franco que criou a idéia do mullets invertido… imitando um topete igual ao do Elvis. Os mullets hollywoodianos como os dançantes do John Travolta, o mais tosco pertencia ao Chuck Norris e o mais sábio, ao mestre McGyver!

E o Walderrama? Mullets loiros em formato macarrão parafuso? Concorria diretamente com os do Higuita e do Oséas do Palmeiras (como ele corria 90 minutos de jogo sem desmanchar aqueles cachos?). Uma vez desenhei um Walderrama, ficou hilário, mas quem se importa?

Esses exemplos só mostram que quando os mullets estavam no auge, muita gente sucumbiu a eles. Mas provavelmente isso só deu certo porque colocou pra fora também, o mojo de cada um deles. Mas uma coisa é certa… não vá deixando seu cabelo crescer achando que por isso vai ganhar mojo como plus. Mojo é algo pessoal e intransferível. E se mesmo assim, sem mojo, você tentar virar cool usando mullets.. ao invés de Brad Pitt pode virar um Caubi Peixoto! E tenho dito!

¹ Mojo: Segundo o filme Austin Powers é um sex appel avassalador, responsável pelo sucesso do personagem. Uma força irrestível que dominava todas mulheres.

Jabá: O Hello Stranger foi premiado pelo site Zensation Design com o Curso Aprenda a Desenhar do Zero! Descobriram que gosto de desenhar e trabalho com isso. Lá você vai aprender como desenhar profissionalmente e tem dicas de como trabalhar com desenho. Pra quem gosta de desenho, super vale a pena conferir! Fica a dica.

Eu indico:

  • Flume & Chet Faker – Drop the Game

*Foto dos filme: Austin Powers.

SANDUÍCHE NATURAL

Ah, o verão! Eu gosto da primavera mas ainda prefiro o verão! Quando chega o mês de outubro eu já sinto tudo ficar mais colorido, tudo mais claro, o céu mais azul, o vento litorâneo ainda mais fresco. Havaianas no pé, miçangas coloridas, óculos escuros, aquele fim de tarde comendo acarajé com coca-cola; comer caranguejo, viajar, ir a praia…

007-contra-satanico-dr-no05

Mas eis que surge o grande problema nisso tudo. O biquíni! É inacreditável como duas pecinhas de roupa minimas (mesmo se o seu for super comportado) podem ficar tão caras! Mulher esperta e que gosta de praia, compra os seus no mês de julho – agosto. Mas como nem sempre tem modelos interessantes na baixa estação, as vezes, é melhor esperar.

Nessa brincadeira, comprar seu biquíni pode se tornar uma tarefa árdua e estressante. São tantos modelos maravilhosos, alguns maiôs chiquérrimos, tudo um luxo! Existem três coisas básicas a serem levadas em conta quando se compra biquínis e maiôs:

1. Tamanho: A melhor coisa que poderiam inventar foi a venda da parte de cima, separada da parte de baixo do biquini. Não sei se você tem esse problema mas algumas vezes você compra um tamanho M mas a parte de cima fica folgada e a parte de baixo apertada, ou vice-versa.

2. Modelos: Eu nunca gostei de ficar torrando no sol feito bacon na chapa. Sou adepta ao filtro solar mas gosto de pegar uma corzinha sim. Com aquele ar levemente bronzeado, de saúde mesmo. Mas para dar certo, você tem que preferir modelos parecidos. Não iguais, apenas parecidos. Já pensou você com três marcas de biquinis diferentes?! Você pode optar por usar modelos diferentes ou um maiô mais arrojado quando não ficar exposta ao sol, como em algum passeio, na piscina ou quando não tiver afim de sol, ficar na sombra mesmo.

3. Sanduíche Natural: Você sabe quando usa um biquíni que fazem seus sanduíches aparecerem? Os famosos sanduíches são aquelas gordurinhas que escapolem quando você usa um biquíni, por exemplo, que tem as laterais mais finas, como os de lacinho. Não fique achando que isso é coisa pra gordinha, porque quem é magra também tem sanduíche! Principalmente se tiver a péssima mania de comprar biquíni um numero menor do que o que realmente usa. Seja pra dar a aparência menor ou pra ficar fio dental. Mas cá pra nós, se você gosta de fio dental, compre um maldito fio dental e não um que não é mas você quer seja.

Quando alguns biquínis com as laterais mais largas, tivemos a oportunidade de sair do 8 ou 80. Hoje temos uma gama de opções, o importante é se sentir bem consigo mesma, seja com um micro biquíni ou com um maior totalmente fechado! E os sanduíches são coisas que preocupam somente algumas mulheres e os homens não estão nem aí. Pelo contrário, não importa nem se você está acima do peso, os homens querem mais é te ver de biquíni. Por isso, seja feliz! E tire seu biquíni do armário!

Frase do post:

“Eu não tenho gordura nem na cabeça Rui… Deus fez uma lipoaspiração no meu cérebro!” (Os normais)

Eu indico: 

– Quer saber o medelo de biquíni ideal para o seu corpo? Olha essa matéria da revista Boa Forma e veja todos os modelos que são como uma luva pra você.

– Foto é uma questão de ponto de vista. Não acredita? Então olha isso.

 

*foto do filme 007 contra o satânico Dr. No

ANO PAR

Existe uma teoria que paira no ar mas acredito que pouca gente conhece. Eu nasci em 1982, logo meu ano de grandes realizações ou de dar início a elas, é em anos pares! (Se você nasceu em ano ímpar, seu ano de realizações amorosas é ímpar também)

sexandthecity

Nesse contexto, os anos pares, são ideais para você se apaixonar e normalmente é quando acontece os grandes encontros de amor. Essas coisas poderiam passar despercebidas ou serem encaradas como mais uma crendice popular … então fiz uma pequena retrospectiva da minha vida amorosa. E realmente, foram nos anos pares que as coisas ligadas ao coração foram bem mais significativas (Este é o momento das pessoas com as quais me relacionei nos anos pares se sentirem o supra sumo da criação divina e o dos anos ímpares se enforcarem na cueca).

Seguindo por essa lógica, nos anos pares, você embarca em um romântismo maior, o sentimento fica mais forte e tudo mais ligado a paixão. E se você está sozinha… fica bem mais propensa a entrar em frias, ficar meio deprê com facilidade, se sentir ainda mais só. Bem, é importante lembrar que não é porque o ano é par que você vai se apaixonar ou conhecer o amor da sua vida. Não é uma obrigação. Só que os relacionamentos que tiver nesse período serão mais significativos de certa forma; seja de uma noite, uma semana, um ano inteiro…

Por isso, olhos atentos! Tire seu binóculo do armário e aproveite as oportunidades! Mas muita calma… por ser um ano em que está mais carente … cuidado pra não cair na lábia dos cafas. Liga o radar!!

Frase do post:

“Se saia, viu? Se saia!” (Ó pai ó)

 

Eu indico:

– Não sei já indiquei antes mas sempre que assisto dou gargalhadas! Este clipe feito pela equipe do VaiVocê, da música Adultério do Mr. Catra. Assista AQUI. Mas caso eu tenha indicado já… deixo outra opção, a do clipe Beber, cair e levantar.

 

*foto do filme Sexy and the city.